MEU PRESENTE

   Caminhava por caminhos tortos e sem direção,

   A minha alma estava árida como o deserto,

   Pensamentos diabólicos me atormentavam,

   E os desejos desenfreados me consumiam,

   Andava nas mais densas trevas,

   Sentia os meus ossos como galhos secos,

   Percebia que pesados grilhões me prendia,

   Era oprimido pela escuridão da noite,

   E o pecado é como uma fornalha de fogo e enxofre,

   Mas o Senhor olhou para mim,

   A sua luz alcançou meu coração,

   Jamais existiu amor tão grande como o teu,

   Fui liberto da escravidão do pecado,

   O teu sacrifício me livrou da condenação,

   O meu maior presente é a sua presença.

 

Meu Presente

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s